Como contratar desenvolvedor WordPress (freelancer ou agência)

Saiba onde encontrar e como contratar um desenvolvedor WordPress (o que faz, o que perguntar e como saber se é um profissional confiável).

Por Fabio Lobo, publicado em 13/07/2021.

Saber como contratar um desenvolvedor WordPress para o seu projeto pode te livrar de diversas dores de cabeça.

Isso porque:

  • Um desenvolvedor WordPress deve ter experiência e conhecimentos específicos da plataforma e seu ecossistema;
  • Você deve saber o que está contratando para não correr o risco de ter que acabar refazendo todo o projeto por causa de bugs, problemas de segurança ou uma nota ruim no Google PageSpeed;
  • E um profissional que presta serviços utilizando temas prontos, frameworks e page builders normalmente não é desenvolvedor.

Quer saber mais? Então continue lendo!

ilustração de área de trabalho de um programador; à frente, o texto Contratar Desenvolvedor WP

O que faz um Desenvolvedor WordPress?

O Desenvolvedor WordPress é o profissional responsável por gerenciar toda a plataforma, da simples instalação e configuração ao desenvolvimento de temas, plugins, ferramentas e funcionalidades, por exemplo.

O WordPress é um CMS (sigla para Content Management System, ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo).

Esse sistema nasceu para ser uma plataforma de gestão de conteúdo para blogs, mas evoluiu tanto que hoje em dia é possível fazer praticamente qualquer coisa com WordPress.

Então, um site feito com a plataforma pode ser uma página institucional, loja virtual, um blog, portfolio, entre outros.

Em suma, é papel do profissional de WordPress:

Tenha em mente!

Você sabia que escolher a hospedagem errada pode reduzir sua nota no Google, causar lentidão e até mesmo deixar seu site vulnerável para invasões e vírus?

Clique aqui e saiba mais!

Por que contratar um desenvolvedor WordPress?

ilustração do logo do WordPress como se fosse uma tag de código

É fato que o WordPress tem ferramentas que possibilitam que literalmente qualquer um crie seu próprio site.

Por que contratar um especialista em WordPress em vez de utilizar um tema pronto, então?!

Bom, isso vai depender muito de seus objetivos e possibilidades, é verdade. Mas veja abaixo alguns pontos positivos na contratação de um profissional da área:

Personalização

Talvez essa seja a razão principal para contratar um desenvolvedor WordPress: a possibilidade de criar o projeto que fique com a cara da sua marca.

Mesmo que você opte por utilizar um tema pronto, ao contratar um profissional para fazer a instalação, configuração e personalização, o resultado final será mais profissional.

Isso porque algumas ferramentas de construção de site não são tão fáceis de usar, e você pode acabar tendo um site amador, lento, pesado e sem identidade visual.

Maior segurança

Principalmente agora, momento em que se fala tanto sobre hackers e vazamento de informações, não é nada mal ter um profissional que sabe o que fazer para proteger o seu site de ataques.

Se a sua plataforma reúne dados confidenciais (como em e-commerces, ou mailing lists), a necessidade se torna ainda mais urgente.

Não basta instalar um ou dos plugins e pronto: A segurança do WordPress começa com a escolha da hospedagem certa, passa pelo desenvolvimento de recursos e utilização de plugins seguros, além de diversas orientações de segurança para o time, e “termina” com atualizações praticamente semanais.

Flexibilidade

Você pode solicitar o projeto completo ou apenas alguns “módulos” para seu site que já está pronto, por exemplo.

E mesmo que você precise de suporte e manutenção constante, não é preciso contratar um profissional de maneira fixa.

Basta realizar uma contratação temporária para te ajudar a resolver questões pontuais no momento em que você precisa.

Correções de bugs, ajustes ou melhorias em geral

Provavelmente em algum momento o seu site vai apresentar algum bug ou necessitará de um ajuste que talvez você não saiba fazer.

E isso vai desde uma atualização malsucedida de um plugin a uma nova diretriz do Google para otimizar seu site, por exemplo.

Um profissional especialista em WordPress vai direto até a fonte do problema, fazendo com que tudo seja solicionado rapidamente – evitando assim que o site fique fora do ar por muito tempo.

Qualidade do serviço

É claro que, com o apoio de um desenvolvedor especializado em WordPress, o serviço como um todo ganha pontos em qualidade.

Compreendendo bem as suas necessidades e também a forma como usuários interagem com as plataformas virtuais, esse profissional consegue construir o projeto de modo mais direcionado e satisfatório.

Então, pra que arriscar fazer seu site sozinho e perder oportunidades que só um especialista poderá identificar?

Onde encontrar um desenvolvedor WordPress (freelancer ou agência)?

Há duas maneiras de ter um desenvolvedor WordPress no seu time: contratando um freelancer ou uma agência.

Mas onde encontrá-los?

Confira abaixo algumas dicas:

Fabio Lobo 

Claro que eu não poderia deixar de falar do Fabio Lobo por aqui – que, coincidências à parte, sou eu.

Trabalho com WordPress praticamente desde que a plataforma foi para o ar. E além de conhecer bem o WP, também sou Desenvolvedor Front-End e Web Designer.

Ou seja, consigo oferecer soluções completas para quem tem (ou precisa ter) um negócio online.

WOWF

Há alguns casos em que um desenvolvedor WordPress não é realmente necessário para um projeto da plataforma.

Isso porque a hospedagem pode ser um fator crucial para o bom (ou mau) funcionamento do seu projeto.

A WOWF é uma empresa de consultoria em hospedagem para WordPress. E sim, o nome não é coincidência – também é um serviço meu em parceria com um datacenter com uma equipe de SysAdmins especialistas em WordPress.

Codeable.io

O Codeable é uma plataforma que conecta desenvolvedores a clientes, fornecendo serviços de terceirização WordPress.

A partir dela você envia os projetos de acordo com áreas específicas de atendimento. Mas caso você não saiba bem em qual área sua demanda se encaixa, é possível contratar uma consultoria adicional por hora.

Assim, quando uma área for definida, será possível publicar suas demandas por lá.

Upwork

O Upwork é uma plataforma virtual que busca conectar clientes a freelancers de diferentes áreas, garantindo mais flexibilidade para empresas e mais oportunidades para os trabalhadores.

Existem diferentes tipos de assinatura de acordo com as suas necessidades: Basic, Plus, Business e Enterprise. 

O site também disponibiliza um perfil completo sobre os freelancers, incluindo as habilidades principais e os portfólios.

Toptal

A Toptal é uma startup que funciona como plataforma para freelancers das áreas de design, desenvolvimento de softwares e finanças se conectarem a clientes de setores variados.

Através dessa plataforma, você pode contratar freelancers em um período integral (40h por semana), por meio período ou pela hora. 

Após coletar informações sobre a demanda que você tem, a Toptal indicará freelancers capacitados para o seu projeto.

Temas prontos

Por fim, caso você não possa investir na contratação de um profissional para desenvolver o seu site nesse momento, existe também a opção de escolher um tema pronto.

No entanto, conforme comentei em tópicos anteriores, o resultado final pode ser amador. E também há um post bem completo aqui no blog em que eu falo sobre os pontos positivos e negativos de usar um tema pronto para o seu site.

Mas se seu orçamento não permite a contratação de um especialista, a dica é encontrar o tema que menos irá demandar alterações. Então, tente encontrar um template que só vai precisar de três alterações:

  • Inserção do logo da sua empresa;
  • Alteração de cores;
  • E, é claro, seu conteúdo.

Como contratar um especialista WordPress?

ilustração do logo do WordPress em um bote salva vidas no meio do mar

Escolheu o profissional ou agência certo para o seu projeto? Então agora vem a parte mais importante – antes de fechar o negócio!

No momento de escolher o melhor profissional para o seu projeto, você deve analisar alguns pontos que farão toda a diferença:

1. Analise o portfolio do desenvolvedor

O primeiro passo é acessar o portfolio do profissional.

Assim será possível avaliar a qualidade do seu trabalho, não só em termos de design (caso o profissional em questão também trabalhe com Web Design) como de desenvolvimento.

Então, visite os sites citados em seu portfolio e analise fatores como velocidade de carregamento, estrutura, facilidade de navegação etc.

Também é interessante analisar se o profissional já desenvolveu algum projeto do mesmo segmento ou nicho do seu negócio. Assim você fica sabendo se ele já tem experiência com a sua área.

2. Veja depoimentos e opiniões

Nada melhor do que alguém que já experimentou um serviço para falar sobre ele, não é mesmo?!

Procure referências de outros clientes que já trabalharam com o profissional para saber o que acharam. 

Talvez haja depoimentos expostos no próprio site ou redes sociais do desenvolvedor. Mas fique atento para ter certeza de que os depoimentos são reais.

Por isso é importante visitar o site de cada cliente do desenvolvedor para ter certeza de que o cliente existe – e de que o site foi realmente feito pelo profissional.

3. Questione se o profissional desenvolve os projetos “do zero”

Outra dica é perguntar para o profissional se ele desenvolve o projeto todo do zero ou se utiliza temas prontos adaptados, frameworks de HTML, CSS e JavaScript ou page builders.

Se o profissional utiliza um tema pronto adaptado para cada projeto, são grandes as chances de seu site ficar pesado, inseguro e cheio de remendos.

E se o desenvolvedor utiliza frameworks como Bootstrap ou jQuery, ou ainda page builders como Elementor ou Visual Composer, seu site pode até ficar bonitinho – mas também vai ficar pesado.

Se for pra pagar por algo pronto, é melhor comprar um tema pronto e contratar alguém para instalá-lo e configurá-lo caso você não tenha conhecimento para fazer isso sozinho.

Por que um site “feito do zero” é melhor?

Conforme expliquei aqui, um tema pronto para WordPress traz inúmeros recursos para atender todos os tipos de projetos. Ou seja, uma empresa de finanças, um pet shop e um blogueiro podem utilizar o mesmo tema – basta selecionar as opções certas e pronto!

No entanto, mesmo que você não utilize a maioria dos recursos que o tema oferece, eles irão carregar em todas as suas páginas e deixar seu site lento.

Em suma, temas prontos, frameworks e site builders são ótimas opções para quem não sabe desenvolver. São ferramentas que possibilitam qualquer um criar um site mesmo sem saber escrever uma linha de código.

Você não vai querer um amador responsável pelo desenvolvimento do seu site, certo?!

4. Tire todas as suas dúvidas

Uma ótima recomendação é que você anote e pergunte absolutamente tudo o que deseja saber e o que acha necessário para entender todas as etapas do projeto.

Com uma boa comunicação desde o início, é muito mais provável que o resultado saia conforme o esperado.

Isso vai te poupar tempo e também garantir uma maior satisfação com o serviço.

Aliás, é bom perguntar também como funciona o horário de atendimento do desenvolvedor, para saber exatamente os momentos em que ele estará disponível caso você tenha alguma dúvida adicional.

5. Peça uma proposta detalhada

Não feche um negócio sem saber, com detalhes, o que exatamente será feito.

Uma proposta não é um orçamento simples escrito no corpo do e-mail. Deve conter páginas e mais páginas descrevendo o projeto.

A definição clara do escopo do trabalho é importante para que todas as partes envolvidas estejam cientes do que está e o que não está incluso no projeto.

E assim você saberá se é preciso adicionar algo, de acordo com o que você precisa… ou então se você está se metendo em alguma roubada.

Créditos das imagens: Freepik.

Tire suas dúvidas

Ainda está com dúvidas sobre o texto de hoje? Então confira o FAQ abaixo ou deixe seu comentário!

Qual é a diferença entre web designer, desenvolvedor e programador?

O Web Designer é o profissional que cuida apenas da parte visual do site.
O termo “desenvolvedor” é mais abrangente, sendo que esse profissional pode ter experiência tanto com front-end quanto com back-end, além de realizar tarefas em todas as etapas do projeto.
Já o programador é o profissional que trabalha com back-end.

Preciso pagar para alguém fazer um site em WordPress pra mim?

Não. Você pode criar seu próprio site através de temas prontos grátis, por exemplo. No entanto, ao contratar alguém especializado em WordPress, você garante mais qualidade para seu projeto.

Um desenvolvedor WordPress trabalha com configuração de servidor?

Não. Há profissionais com conhecimento específico para trabalhar com configuração e gerenciamento de servidores – são chamados Administradores de Sistemas, ou SysAdmins.
Um “mero” desenvolvedor WordPress não tem experiência o suficiente para lidar com servidores, a não ser com tarefas simples aprendidas através de tutoriais.
No entanto, o desenvolvedor pode te orientar com a escolha da melhor hospedagem para seu projeto.

A cópia dos conteúdos e trabalhos deste site não é permitida. Saiba mais clicando aqui!

Fique por dentro!

Cadastre seu e-mail abaixo se você quiser receber posts, dicas e conteúdos por e-mail:

Quem é Fabio Lobo?

Web designer, desenvolvedor front-end e programador WordPress.

Quem é Fabio Lobo?

Estou há mais de uma década na área. O foco do meu trabalho é em usabilidade, facilidade pro usuário, acessibilidade, SEO e performance.

Também tenho alguns projetos open source, além de prestar consultoria em hospedagem WordPress e criação de conteúdo.

Como posso te ajudar hoje?

Trabalho com consultoria, suporte, manutenção, criação e desenvolvimento.

Fale comigo
Leia também...

...alguns textos que têm a ver com o assunto:

Entrevista: Como é trabalhar com Design Digital para a web?
Entrevista: Como é trabalhar com Design Digital para a web?

Quer saber como é trabalhar com Design Digital para a internet? Confira essa entrevista sobre Web Design e tire suas dúvidas sobre a profissão!

Segurança WordPress: dicas para melhorar sua proteção
Segurança WordPress: dicas para melhorar sua proteção

Dicas para melhorar a defesa do seu WP (sem plugins!): da instalação segura à manutenção, prevenção e remoção de vírus e malwares. Segurança WordPress é coisa séria!

Por que assinar seus trabalhos?
Por que assinar seus trabalhos?

Um web designer ou desenvolvedor deve ou não adicionar sua assinatura no rodapé dos sites que faz? Confira os prós e contras!

Deixe seu comentário

Se você deseja um orçamento, entre em contato clicando aqui.

Quero um orçamento