Quanto custa um site em WordPress?

Quer saber quanto custa um site em WordPress? Saiba mais sobre o briefing e processo de trabalho que resultam em um orçamento para um projeto!

A pergunta Quanto custa um site em WordPress? me acompanha bastante, já que a maioria das pessoas que me pedem por um serviço querem um site em WordPress.

A resposta é sempre a mesma: depende, é preciso um briefing. Vou explicar por que nesse post!

Ah, vale reforçar que estou falando do wordpress.org, que é o sistema feito para hospedagem própria, e não o wordpress.com, que é um sistema fechado e pronto para blogs.

» Siga-me no twitter e assine a newsletter para ler mais novidades!

Site em WordPress

quanto custa um site em wordpress

Sites em WordPress: ao trabalho!

Ter um site em WordPress pode ser mais simples e mais complicado do que você imagina.

Confuso, né? Isso porque há mais de uma forma de criar um site com WordPress: há soluções prontas e soluções personalizadas.

Pras coisas ficarem mais claras, vamos falar sobre cada uma delas aos poucos. Para as soluções prontas, você pode ler meus posts sobre templates para sites em WordPress. Para as personalizadas, basta continuar lendo!

Quanto custa um site em WordPress?

A pergunta “Quanto custa um site em WordPress?” é bem simples, mas a resposta não. Não há um valor fixo, único – cada caso é um caso e deve ser estudado nos mínimos detalhes.

Uma das coisas mais comuns é querer saber quanto custa um site em WordPress idêntico a outro site, e muitas vezes me perguntam isso só para terem uma ideia do valor. Ainda assim é difícil estimar, já que a criação de site vai muito além do que é visto quando você acessa esse site: um recurso que parece bobo pode ser extremamente complexo e encarecer – e muito – o projeto. Alguns recursos são específicos para aquele tipo de site e muitas vezes você não vai precisar dele e nem reparou que ele existe. Então, mesmo que seja possível “chutar” um valor para criar um site parecido com outro, isso é muito impreciso para os dois lados: eu não vou saber exatamente o que o cliente quer e nem tudo o que está por trás do site, e o cliente não vai saber de tudo o que está sendo orçado pois provavelmente ele teve uma percepção diferente da referência passada.

Sendo assim, é preciso elaborar um briefing, que é um detalhamento com o que é preciso ser feito. E isso é uma “dinâmica” entre o cliente e o profissional: o cliente diz o que é preciso, o desenvolvedor analisa e faz sugestões (o que é importante, já que muitas vezes o cliente não entende nada da área e precisa de orientação), e então é feito um descritivo do projeto para o cliente saber o que está sendo orçado e o profissional saber o que deve orçar.

Leia também: O que é briefing e qual é sua importância?

Então, sempre que quiser saber “quanto custa um site em WordPress”, lembre-se disso: é preciso saber o que você precisa!

Processo de trabalho para criação de site em WordPress

Claro, não vamos parar no briefing! Que tal saber mais sobre o trabalho em si para entender o preço cobrado em um projeto com WordPress?

Esse é um resumo do meu processo de trabalho, o que pode variar bastante de profissional para profissional. Vamos lá!

Fase 1: Criação

A criação envolve toda a parte visual do seu projeto. A partir de sua identidade visual (caso você tenha uma, a começar por um logo) e de suas necessidades, é elaborado um rascunho do projeto, que se transforma em um wireframe, e em seguida é feito o layout do projeto, definindo assim o design final do site. Essa fase é feita inteiramente com imagens, sem códigos.

Nessa etapa o profissional analisa referências e concorrentes, coloca todo o projeto no papel, faz um estudo de usabilidade, navegação e tudo mais, além de adaptar o layout a diversos tamanhos de tela (design responsivo). Trabalhar a identidade visual também é importante e muitas vezes complicado, dependendo do segmento ou até mesmo dos materiais prontos.

Fase 2: Desenvolvimento

Nessa fase, o que foi feito na fase 1 é “transformado em código”. Do front-end, que é o código que faz o visual do seu site funcionar, ao back-end, que é o código que faz os recursos do seu site funcionarem.

Nessa etapa o profissional também trabalha com usabilidade, além de performance e segurança. Há também a configuração dos plugins, integrações e testes exaustivos (inclusive em diferentes browsers e sistemas operacionais) para confirmar que está tudo em ordem antes da entrega final.

Fase 3: Entrega

Depois de tudo pronto, a entrega não é só avisar o cliente que está tudo pronto: há explicações de como usar o sistema, além de eventuais ajustes e um acompanhamento durante um tempo combinado para se certificar que está tudo certo.

Eu prefiro manter um contato constante, até porque o WordPress conta com atualizações frequentes, e a internet não para de evoluir – sendo assim, acho importante que o cliente também mantenha-se atualizado.

Orçamento para site em WordPress

Agora você sabe por que é preciso reunir vários detalhes sobre um projeto para, aí sim, termos um preço em mente.

Que tal aproveitar para pedir um orçamento? É sem compromisso! :D