Site para corretora de seguros: venda seguros pela internet

É possível vender seguros pela internet – e um site, quando bem planejado, pode facilitar todo o processo. Saiba o que um site para corretora de seguros deve ter!

Por Fabio Lobo, atualizado em 21/10/2020.

Criar um site para corretora de seguros requer uma bela análise no mercado. É preciso saber, principalmente, quais são e como atender às necessidades de clientes em potencial.

Por exemplo: quanto mais fácil for para cotar um seguro em seu site, melhor. Assim o visitante não irá desistir no meio do caminho e você, corretor, terá o contato dele rapidamente.

E quanto ao público que não entende muito sobre o assunto ou nem sabe que precisa de um seguro? Seu site deve estar preparado para fazer com que ele não precise buscar informações em outros sites.

Então, por mais clichê que isso possa parecer, seu site precisa trabalhar por você.

Tenho certa experiência com a criação de sites para corretoras de seguros, então resolvi escrever esse post para passar algumas dicas sobre o assunto. Aqui você vai ler:

  • Uma análise sobre o segmento de corretora de seguros;
  • O que um site precisa ter para vender seguros;
  • Exemplos de sites de escritórios da área;
  • Ferramentas para sites de corretora de seguros;
  • E respostas para as dúvidas mais comuns.
cinco pessoas segurando placas que ilustram tipos de seguros; à frente, a frase "site para corretora de seguros"

Corretora de seguros online: uma análise do mercado

Vale a pena ter um site para corretora de seguros?

Pra saber a resposta é preciso fazer uma análise básica do mercado. É importante entender o que faz uma corretora de seguros, quem pode trabalhar na área e quais são os principais sites do ramo.

Então, antes de começar a construir seu site, tire todas as suas dúvidas!

O que faz uma corretora de seguros?

De maneira resumida, uma corretora de seguros é responsável por intermediar a venda de um plano de seguro (para automóvel, residência, vida etc).

Ou seja, para um indivíduo ou empresa fazer a contratação de um seguro, é preciso entrar em contato com uma corretora de seguros. Essa será responsável por coletar informações necessárias para uma cotação com as principais seguradoras.

É importante, então, reforçar a diferença de seguradora para corretora de serviços.

  • Seguradora é quem presta os serviços de seguro, como o pagamento de indenizações.
  • Corretora de seguros é quem comercializa os serviços das Seguradoras.

Quem pode ser corretor de seguros?

Segundo publicação no Via Carreira, os requisitos mínimos para ser um corretor de seguros e poder ter um escritório de corretora de seguros são:

  • Ter no mínimo 18 anos;
  • Ensino Médio completo;
  • Ser aprovado no Exame para Habilitação de Corretores de Seguros na Escola Nacional de Seguros (ENS);
  • Ser inscrito na IBRACOR (Instituto Brasileiro de Autorregulação do Mercado de Corretagem de Seguros, de Resseguros, de Capitalização e de Previdência Complementar Aberta) / SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

É possível trabalhar como Pessoa Física ou Pessoa Jurídica, sendo que a última opção paga menos impostos.

Por fim, é preciso realizar um cadastro nas Seguradoras para poder, enfim, começar a vender seguros.

Quais são os principais sites de corretoras?

Alguns dos principais sites da área, levando como principal critério o ranqueamento no Google, são:

Isso não significa que estes serão seus principais concorrentes. Tudo depende da sua estratégia e do porte da sua empresa, é claro.

Será um negócio local? O atendimento será 100% online? Haverá um foco para um público específico?

Respondendo perguntas como essas você terá uma ideia melhor de quais corretoras de seguro serão suas concorrentes diretas.

Vale a pena ter um site para corretora de seguros?

Sim, vale e muito a pena ter um site para sua corretora de seguros.

Porque esse é um modelo de negócio que funciona muito bem online. Vide as empresas citadas acima, que prestam atendimento online há anos e são consolidadas no mercado.

Mesmo que seu foco seja com o público sênior, é importante estar presente na internet. Segundo o IBGE, pessoas com mais de 45 anos representam cerca de 30% dos acessos à internet no Brasil.

Se você já tem um negócio local, começar a atender pela internet através de um site pode impulsionar seu negócio e até mesmo fazer com que essa seja sua principal fonte de renda.

Mas tenha em mente que ter um site dá trabalho, e planejá-lo da maneira errada pode te trazer apenas prejuízo.

Se você quer montar seu próprio site em um construtor de sites, não espere ter muita vantagem sobre os concorrentes. E nem passar muita segurança e profissionalismo.

Um site para uma corretora de seguro deve ter alguns elementos que são imprescindíveis para o sucesso do seu negócio. E é sobre isso que vou falar por aqui!

O que o site de uma corretora de seguros precisa ter?

Antes de mais nada, reserve alguns minutos para ler esse texto sobre planejamento de sites. É essencial para que você consiga montar um site profissional e que possibilite crescimento.

De resto, você já deve estar cansado de saber o que todo site precisa. Não é sobre isso que vou falar aqui, mas sim sobre o que diferencia um site de uma corretora de seguros de outros sites genéricos.

Por isso o questionamento é esse: o que o site de uma corretora de seguros precisa ter?

1. Explicação sobre como funciona o serviço e por que contratá-lo

printscreen de seção sobre a cotação de seguros
Fonte: Smartia

Esse é o básico para toda corretora de seguros.

Ao acessar sites do nicho, você percebe que boa parte dos melhores sites têm um passo-a-passo bem visual sobre como é feita a contratação de seguros e/ou uma defesa com o por que de contratá-las.

Alguns escritórios utilizam até vídeos, o que é um baita diferencial.

Tenha em mente que muita gente está pesquisando sobre seguros pela primeira vez na vida. Muitos não sabem como o serviço funciona, tampouco a diferença entre uma corretora e uma seguradora.

Então, o site deve ser prático e didático.

Ao mesmo tempo em que um cliente experiente possa encontrar rapidamente o que quer, um leigo pode entender tudo o que precisa sobre o assunto sem precisar pesquisar outro site ou dar uma conferida no concorrente.

2. Lista de seguradoras

printscreen de lista de seguradoras
Fonte: Minuto Seguros

Mostrar uma lista com as seguradoras atendidas é uma forma de passar credibilidade e facilitar o primeiro contato com o cliente.

Afinal, se o interessado em obter um seguro já tem alguma preferência de seguradoras, ao acessar o site da corretora ele já vai saber se você, corretor, poderá ajudá-lo ou não.

Nem preciso dizer que é obrigatório que essa lista esteja sempre atualizada. Se você não trabalha mais com alguma seguradora, remova-a da lista. E se fechar parceria com outra, coloque-a na lista!

3. Cotação dos seguros

printscreen de tabela de preços de seguros
Fonte: Youse

Esse detalhe pode definir o sucesso ou o fracasso do seu negócio.

Entenda: a internet é um meio extremamente rápido. Se um cliente precisar passar por muitas etapas para ter o que precisa, ele irá desistir.

Há algumas formas de oferecer a cotação de seguros em seu site. São essas:

  • Formulário de simulação: Aqui o interessado preenche todos os dados e, no final do cadastro, vê uma simulação com preços de seguros que ele está pesquisando. Essa solução pode demandar muito tempo e trabalho de manutenção (logo, requer um investimento superior).
  • Formulário de pedido de orçamento: Nesse caso o cliente preenche os dados necessários para uma cotação, mas só vê os preços após um contato do corretor.
  • Tabela de preços: Opção dos sonhos para todos os usuários porque permite ver os custos sem cadastro ou necessidade de falar com um corretor, a tabela de preços pode mostrar apenas valores dos planos básicos (com um “a partir de”) ou toda a relação de preços trabalhados.
  • Contato simples: A maneira mais “preguiçosa”. Não há informações ou um formulário de cotação no site. Em vez disso o cliente deve entrar em contato por telefone, por exemplo, para ter um orçamento.

Em todos os casos é importante haver uma opção para que o visitante do site possa deixar seu e-mail ou celular cadastrado.

Dessa forma um corretor pode entrar em contato para tentar uma venda, ou a corretora pode utilizar estratégias de e-mail marketing.

Mas nunca – jamais – obrigue um usuário a ceder um meio de contato em troca de uma informação.

Além de ser extremamente inconveniente, em tempo de leis de proteção dos dados é preciso tomar muito cuidado com esse tipo de coleta de informações.

4. Páginas individuais cada seguro

printscreen de página de seguro
Fonte: Bidu

É essencial que o site de uma corretora de seguros tenha uma página bem completa sobre cada seguro oferecido.

Essas páginas devem ter informações completas sobre os serviços prestados, além de um passo-a-passo (vide o primeiro tópico desta lista), opção de cotação e uma seção de perguntas frequentes.

Lembre-se: se o usuário não encontrar informações o suficiente no seu site, ele vai procurar em outro lugar. E isso pode fazer com que ele acabe caindo no site do concorrente.

Esse é um dos pontos desse tópico, inclusive: SEO. Com páginas completas, bem escritas, seu site terá mais chances de aparecer em uma boa posição nas buscas.

Então, além de ser uma estratégia para manter o visitante no seu site, também ajuda a prospectar novos clientes através do Google.

5. Landing pages segmentadas

printscreen de landing page de carro
Fonte: Minuto Seguros

Já parou pra pensar em quantas pessoas procuram por seguro para um Volkswagen Gol, carro que tem fama de ser um dos mais roubados do país? Ou para um Chevrolet Onix, que é um dos mais comprados?

Tenha em mente quais termos podem ser os mais pesquisados para o seu segmento e crie landing pages específicas para esse público.

Se você caprichar no conteúdo, a página poderá ficar bem ranqueada no Google. Mas se o conteúdo for básico, não se preocupe – o objetivo de uma landing page é converter. Então, a melhor estratégia é criar anúncios para ela com o Google AdWords, por exemplo.

Se sua corretora de seguros não tem verba para investir em divulgação online, certamente as landing pages não trarão muito resultado – a não ser que estejam muito bem otimizadas e com conteúdo impecável.

6. Meios de contato a fácil acesso

printscreen de opções de contato
Fonte: Minuto Seguros

Assim que o visitante acessar o site de uma corretora de seguros ele precisa ver pelo menos uma opção de contato.

Sem rolar a página ou precisar abrir um menu. É necessário ter um ícone de telefone no topo, por exemplo, ou um botão de cotação. Básico.

Mas não force a barra: se seu escritório não tem estrutura para fazer um bom atendimento por telefone, por mensagem, através de redes sociais e também por e-mail, escolha apenas os meios de contato que você sabe que dará conta.

Eu, por exemplo, só faço atendimento por e-mail e WhatsApp. Não dou conta de atender o telefone enquanto trabalho e não tenho vergonha de assumir isso.

Algum meio de contato pode estar na moda ou ser mais fácil para algumas pessoas. Mas se não for ideal para que você preste um bom atendimento e serviço, isso só irá gerar desgaste tanto para a corretora quanto para os clientes.

Ou seja: na ânsia de atender de todas as formas possíveis você pode acabar acumulando retornos em atraso e perder oportunidades.

7. Blog sobre assuntos relacionados

printscreen de blog
Fonte: Rodobens

Por fim, mas longe de ser o item menos importante da lista, trabalhar com conteúdo ainda dá muito certo.

A prova disso? Veja o gráfico abaixo que coletei de uma das corretoras de seguros que tem um blog atualizado com frequência:

gráfico demonstrando tráfego diário de um site de corretora de seguros

Esse é um relatório do SEMrush e mostra o tráfego orgânico e pago no período de um ano. Vamos focar no orgânico, que são os resultados comuns das buscas do Google.

A média de visitação é de mais de 357.000 visualizações por dia, com praticamente 74 mil palavras-chave indexadas. O que você encontra no blog são textos assim:

  • Se o Sem Parar vale a pena;
  • Tudo sobre o IPVA;
  • Melhores destinos para viagens;
  • Tudo sobre o DPVAT;
  • Alguns posts sobre carros, como Renault Kwid, Fiat Argo e Celta;
  • Dicas sobre o que colocar em uma mala de viagem pequena;
  • Tudo sobre renovação de CNH;
  • Tudo sobre a Placa Mercosul;
  • Qual é o limite permitido por lei para insulfilm;
  • E por aí vai…

Repare que nenhum texto vende seguros de maneira direta. Em vez disso, tratam de assuntos corriqueiros que podem “chegar lá” de maneira indireta.

Por exemplo, o primeiro post da lista é finalizado com uma dica: quem assina o seguro de carro de uma determinada seguradora ganha 5% de desconto no Sem Parar.

No final dos posts sobre carros é possível ver uma média de valores de seguros para o modelo citado. E no post sobre mala de viagem há um trecho sobre a importância de contratar um seguro para viagem.

Tudo isso com links e call to action para uma cotação.

A conversão pode não ser das melhores, já que o visitante não estava pesquisando sobre um seguro no momento. Mas é algo que pode gerar interesse, além de ser uma exposição a mais para a sua corretora no Google.

Exemplos de site para corretora de seguros em WordPress

Agora vou citar alguns exemplos de trabalhos que fiz para esse nicho pra mostrar, na prática, alguns dos elementos que citei na lista acima.

onnet seguros em laptop, tablet e smartphone

O primeiro exemplo é o site da extinta Onnet Seguros, que teve criação de logotipo, identidade visual, criação de layout, desenvolvimento front-end, WordPress e – ufa – landing pages.

Ah, e o site era hospedado na WOWF.

O site seguia a cartilha e logo na home era possível ver a lista de seguros oferecidos, as seguradoras, uma defesa sobre a corretora e um passo-a-passo dos serviços.

Também era possível simular a cotação dos seguros através de um formulário bem prático. Por fim, havia diversas landing pages para modelos de carros e motocicletas.

Exponencial Seguros em um laptop, tablet e smartphone

Já a Exponencial Seguros é uma empresa nova, que nasceu em 2020. A corretora já tinha logotipo e identidade visual, então meu trabalho foi com a criação do layout, desenvolvimento front-end e WordPress.

Além da hospedagem na WOWF, é claro!

Apesar de trabalhar com mais opções de seguros, a página inicial do site é mais simples que a da Onnet. Por outro lado, o site da Exponencial tem mais opções de call to action.

Para a cotação há um formulário de cadastro simples, e então um corretor entra em contato com o cliente. Cada seguro tem sua página própria, que também pode ser usada como landing page.

Ferramentas para corretora de seguros online

Pra finalizar, veja abaixo algumas dicas de ferramentas que poderão deixar seu site mais completo.

Formulário de cotação

Há diferentes tipos de formulário de cotação de seguros. É possível utilizar o Google Forms para formulários simples até os mais completos. Uma ferramenta mais avançada é a Cognito Forms.

Para o WordPress, recomendo o Contact Form 7, mas é mais trabalhoso para configurar.

Indo mais além, o plugin YITH WooCommerce Request a Quote para WooCommerce possibilita que o cliente se cadastre no site, veja a lista de orçamentos e também faça o pagamento através do site.

Por fim, a Segfy possui um sistema de multicálculo que possibilita a instalação de um formulário de cotação em tempo real em seu site.

A vantagem, nesse caso, é que a ferramenta é segmentada para corretores de seguros, trazendo diversas ferramentas úteis para a área.

Chat

Uma opção de chat bem conhecida – e gratuita – é adicionar um botão do WhatsApp no seu site. Assim o visitante consegue enviar mensagens pra você sem precisar digitar seu número e adicioná-lo como contato.

Para WordPress, não recomendo plugins de chats que são integrados diretamente ao banco de dados da plataforma. Isso pode causar problemas com cache e, é claro, com o próprio banco de dados.

Em vez disso, opte por soluções externas, como o conhecido Jivochat.

Uma opção mais avançada e que vem crescendo bastante nos últimos tempos é o chatbot. Através dessa tecnologia sua corretora pode disponibilizar até mesmo cotações via chat sem a necessidade de contato direto com um corretor.

Há opções – grátis e pagas – como BLiP, Huggy e Freshchat para você dar uma olhada.

CRM

Se você trabalha com vendas, contar com um sistema de gestão de relacionamento com o cliente pode ser uma boa ideia. Sigla para Customer Relationship Management, um CRM te ajuda a organizar tudo.

Com essa ferramenta você pode controlar todo o seu processo comercial, reunindo todos os contatos em um só lugar. Dessa forma você não esquece de retomar contato com um lead ou tentar vender uma renovação para algum cliente.

Na internet, a cada esquina você vai encontrar alguma opção de CRM. Já utilizei o Zoho CRM e vi recomendações para o RD Station CRM.

Mais ferramentas

Créditos das imagens: Freepik e sites citados.

Revisão

Tirou todas as suas dúvidas sobre o assunto? Veja abaixo!

Qual é a diferença entre corretora de seguros e seguradora?

Corretora de seguros é quem comercializa os serviços das Seguradoras. Seguradora é quem presta os serviços de seguro, como o pagamento de indenizações.

Como vender seguros pela internet?

Primeiramente é preciso ter no mínimo 18 anos e ensino médio completo. Depois, o interessado deve ser aprovado no Exame para Habilitação de Corretores de Seguros na ENS e se inscrever na IBRACOR / SUSEP. Assim o profissional estará habilitado para vender seguros pela internet e, dessa forma, pode ter um site para potencializar seu negócio online através de formulários de cotação, chat, além de estratégias de SEO e marketing digital.

É possível ter um site de corretora de seguros com o WordPress?

Sim, é possível. Através do WordPress o site da corretora pode ter um formulário de cotação, além de integração com ferramentas de chat e CRM.

Quanto custa um site para corretora de seguros?

Se você utilizar um tema pronto para WordPress, um site para corretora de seguros pode custar cerca de cinquenta dólares. Ao contratar um site profissional feito do zero, na medida para a sua corretora, o valor pode variar de três a oito mil reais (tudo vai depender das especificações do seu projeto).

Não é permitida a reprodução integral desse conteúdo. A cópia pode ser ruim para você!

Quem é Fabio Lobo?

Web designer, desenvolvedor front-end e programador WordPress.

Quem é Fabio Lobo?

Estou há mais de uma década na área. O foco do meu trabalho é em usabilidade, facilidade pro usuário, acessibilidade, SEO e performance.

Também tenho alguns projetos open source, além de prestar consultoria em hospedagem WordPress e criação de conteúdo.

Como posso te ajudar hoje?

Trabalho com consultoria, suporte, manutenção, criação e desenvolvimento.

Fale comigo

Leia também...

...alguns textos que têm a ver com o assunto:

Site ou aplicativo: qual é a melhor opção para seu negócio?

Está na dúvida sobre criar um site ou aplicativo para os seus serviços ou produtos? Confira uma análise com exemplos e entenda qual pode ser a melhor opção para você!

Eu sou Web Designer

Criação de layout para sites e apps; prototipação e wireframe; logo e identidade visual; artes para marketing digital. Trabalho como web designer e consultor!

Como planejar um site profissional e completo

Antes de pensar na criação do seu site é preciso ter um planejamento. Veja minhas dicas para planejar um site e evitar imprevistos, gastos desnecessários e retrabalhos.

Deixe seu comentário

Se você deseja um orçamento, entre em contato clicando aqui.

Quero um orçamento