Provedor de hospedagem de site: o que é e como escolher?

O host ideal para seu projeto pode não ser esse que você tem em mente. Saiba como escolher um provedor de hospedagem de site e veja uma lista para comparar!

Por Fabio Lobo, atualizado em 29/11/2020. 2 pessoas falando sobre isso!

Responda rápido: quando você pensa em provedor de hospedagem de site, o que é mais importante – preço, atendimento ou o serviço em si?

Não tenha vergonha de admitir se o preço da hospedagem é o fator mais importante para você. Afinal, se você está começando agora, provavelmente vai buscar o preço mais em conta.

Além disso, certamente não vai ter a menor ideia de o que procurar ou esperar em relação ao serviço em si. Talvez mais espaço em disco e tudo ilimitado?

Entretanto, a escolha da hospedagem certa pode ser bem mais complicada do que parece.

Isso porque não se trata apenas números (como preço e limite dos recursos): também há questões como experiência e qualidade do atendimento, estabilidade dos serviços e, é claro, segurança.

Aliás, inúmeras dores de cabeça com hosts me fizeram levar ao pé da letra o ditado “Se você quer algo bem feito, faça você mesmo” e hoje tenho um serviço de hospedagem próprio, mais focado em consultoria para WordPress.

Mas não tem essa de “X ou Y é a melhor hospedagem de sites”: cada caso é um caso. Depende do projeto, do tráfego, do seu perfil, do seu bolso… mas talvez eu possa te ajudar a tomar uma decisão mais segura.

Com a ajuda de clientes e parceiros da área, elaborei esse post com tudo o que você precisa saber sobre provedores para hospedagem de sites. Em seguida você vai encontrar:

  • O que, afinal de contas, é hospedagem – e quais são os tipos mais comuns;
  • Quais hospedagens são recomendadas e por quê;
  • Quais provedores de hospedagens você deve evitar e por quê;
  • O que fazer para escolher a hospedagem certa;
  • E, pra finalizar, vou tirar dúvidas comuns sobre o tema.
fileira de servidores ao fundo com um ornamento de nuvens sob uma mesa; à frente, o texto Tudo Sobre Hospedagem

O que é hospedagem de sites?

Imagine que seu site é um software e a hospedagem um computador.

Analogamente, para um software funcionar e ser utilizado ele precisa ser instalado em um computador, certo? É exatamente o que acontece com um site.

Ou seja, hospedagem é onde seu site fica armazenado e tem os recursos necessários para funcionar.

Entretanto, ainda tem mais: além do site e do provedor de hospedagem, é preciso outro recurso que faça com que o navegador identifique seu site nessa hospedagem.

Tal recurso é o domínio, que é endereço www. do seu site e que também serve para criar suas contas de e-mail.

Resumindo:

  • Site: é uma aplicação que reúne conteúdos, ferramentas e o que mais for preciso de acordo com o modelo de negócio de quem mantém o site. Seja institucional, blog, loja virtual, landing page, hotsite etc;
  • Hospedagem: é um computador virtual que faz o armazendamento do site além de oferecer recursos para que esse site funcione. Ou seja, para que um usuário consiga navegar no site e utilizar suas ferramentas;
  • Domínio: é um endereço, como www.fabiolobo.com.br, que liga o site à hospedagem, tornando-o acessível em navegadores. Assim, quando um usuário digita seu endereço no navegador, o domínio irá acessar a hospedagem que fará com que o site carregue.

Embora essa seja uma explicação bem básica, sem termos técnicos, prefiro escrever de uma forma para que todos entendam.

Além disso, há outros tipos de hospedagem. Falo sobre isso a seguir!

Tipos de hospedagem

Pra complicar ainda mais, você sabia que existem diferentes tipos de hospedagem?

Pois é. Veja abaixo e não se engane na hora de contratar um plano.

Hospedagem de sites

Conforme expliquei mais acima, esse tipo de hospedagem é justamente o foco deste post.

Mas ainda assim podemos dividí-la em dois segmentos:

Hospedagem gerenciada

Em suma, um host gerenciado é o provedor que oferece todos os recursos instalados (ou pré-instalados), além de suporte para o que está incluso no plano assinado.

Então, se você não tem experiência alguma com servidores ou não quer ter esse tipo de trabalho, esse é o tipo de hospedagem mais indicado.

Isso porque o provedor oferece tudo pronto para que você possa até mesmo instalar o WordPress, por exemplo, com alguns cliques.

Exemplos de hospedagens gerenciadas:

  • Via Hospedagem
  • PortoFácil
  • WOWF

Hospedagem não gerenciada

Em contraste com a gerenciada, a hospedagem não gerenciada fornece um servidor cru para o cliente. E com suporte basicamente apenas para infra-estrutura.

Além disso, em parte desses hosts nem o sistema operacional vem instalado no servidor.

Ou seja, é uma hospedagem DIY (do it yourself, ou faça você mesmo). Então, se você tem experiência como SysAdmin (Administrador de Sistemas), vai poder configurar exatamente tudo do seu jeito.

Por outro lado, se o seu site ficar fora do ar você vai ter que resolver o problema sozinho. E é você quem deve manter tudo atualizado funcional, como sistema operacional, versão do PHP, licenças de uso e por aí vai.

WEB STORY: Vale a pena assinar uma hospedagem não gerenciada?

Ainda assim, há uma forte tendência de contratação desse tipo de hospedagem por conta do preço, que é mais acessível do que o de um host gerenciado. Isto é, se tratando de um VPS ou dedicado.

Mas por exigir um conhecimento mais específico, é recomendado contratar um profissional experiente para dar suporte constante.

Ou seja, o barato pode sair muito caro. Principalmente se houver algum erro na instalação que comprometer o funcionamento do site – e, pior, dos backups.

Exemplos de hospedagens não gerenciadas:

  • Digital Ocean
  • Azure
  • AWS

Acredite: Até eu, que tenho minha própria hospedagem, não me arrisco com esses provedores.

Comparativo entre managed e unmanaged hosting

Só para ilustrar melhor, fiz uma tabela com as diferenças essenciais entre uma hospedagem gerenciada e uma não gerenciada:

Recursos e serviços essenciais
(uma vez que seu foco não é ter trabalho com hospedagem)
Hospedagem gerenciada
(managed hosting)
Hospedagem não gerenciada
(unmanaged hosting)
Configuração e otimização do servidor
Manutenções constantes de segurança, melhorias, softwares etc
Monitoramento e gestão de instalações no servidor
Configuração, agendamento e manutenção de backups
Auxílio na migração para a hospedagem *
Suporte para os recursos instalados no servidor *
*Em alguns casos isso pode variar.

Hospedagem de e-mails

Uma hospedagem ou provedor de e-mails é exatamente o que o nome diz: o serviço oferece contas de e-mail.

Inclusive, é possível que você encontre um provedor de hospedagem de site que também ofereça contas de e-mail. Isso não é muito recomendado, já que hospedar site e e-mails no mesmo lugar pode gerar uma série de problemas.

Exemplos de hospedagem de e-mails:

  • Zoho Mail
  • Yandex Mail
  • Gmail do Google Workspace
logos do zoho mail, yandex mail e gmail
Zoho Mail, Yandex Mail e Gmail do Google Workspace são ótimos provedores de contas de e-mail

Hospedagem de arquivos, ou servidor de armazenamento

Também conhecido de armazenamento na nuvem, de certa forma há dois tipos de serviço:

  • Aplicativo de armazenamento: funciona como um pendrive virtual que pode ser sincronizado na web, no computador e em dispositivos móveis. Basta instalar e usar. Exemplos:
    • Dropbox
    • Google Drive
    • iCloud
  • Servidor de armazenamento: um tipo de hospedagem específica com o propósito de armazenar arquivos, backups, repositórios etc. Requer conhecimento para configuração do servidor e serviços necessários. Exemplos:
    • Google Cloud Storage
    • Azure Storage
    • AWS Cloud Storage

Tipos de servidor de hospedagem de sites

Voltando ao assunto, vamos a mais diferenças entre hospedagens: os tipos de servidor.

Afinal, nem todo plano de um provedor de hospedagem de site é o suficiente para alguns tipos de projeto. E as diferenças não são só espaço em disco ou coisas do tipo.

Servidor compartilhado

Uma hospedagem compartilhada é o serviço mais barato e mais fácil de encontrar. Só que isso não significa necessariamente que o servidor é ruim.

Em resumo, um servidor compartilhado é utilizado por mais de um cliente ao mesmo tempo. Pode ser uma dezena, uma centena ou até mesmo milhares.

Assim, o que pode definir a qualidade do serviço é o porte do servidor + a quantidade de sites. Ou seja, se o servidor é potente e há um número viável de sites instalados, o serviço será ótimo.

Por outro lado, se o servidor é bem básico e a empresa de hospedagem o entope de clientes, o serviço será lento e instável.

Aliás, isso é o que mais acontece nessa área: muitas empresas de hospedagem conseguem oferecer preços mais competitivos justamente porque utilizam servidores baratos com um número de clientes muito superior ao recomendado.

Ademais, uma hospedagem compartilhada é indicada para sites de pequeno a médio porte, como sites institucionais e blogs de baixa visitação.

Hospedagem WordPress

Hospedagem gerenciada para WordPress, ou Managed WordPress Hosting, é um serviço configurado de maneira específica para hospedar projetos feitos com WordPress.

Por um lado, o servidor é mais seguro e tem melhor desempenho; por outro lado, costuma não oferecer recursos extra como cPanel, contas de e-mail etc.

Normalmente é utilizado um servidor compartilhado para o fornecimento desse tipo de hospedagem.

Servidor VPS

VPS é a sigla para Virtual Private Server, ou Servidor Privado Virtual. Em síntese, VPS é um servidor físico particionado em vários servidores, sendo que cada server pode ser administrado de forma independente.

Ou seja, um servidor VPS é um servidor virtualizado. Além disso, se assemelha aos outros dois tipos de hospedagem:

  • Tem configuração semelhante à de um servidor dedicado. De maneira inferior, é verdade, de tal forma que o custo passa a ser bem menor;
  • Compartilha recursos com outros clientes como um servidor compartilhado – mas o total de clientes dividindo o servidor é muito menor. Ademais, uma instabilidade com um cliente não interfere no funcionamento dos outros como acontece em servidores compartilhados.

Por ser um intermediário entre um compartilhado e um dedicado, a hospedagem VPS é indicada para sites e aplicativos de médio a grande porte como portais de notícias com alta visitação e lojas virtuais.

foto de servidores lado a lado
“Um datacenter desses, meu!”

Servidor cloud

Você já deve ter ouvido falar sobre hospedagem na nuvem, certo? Porém, esse termo é meio que totalmente redundante.

Em resumo, se a aplicação está fora do seu computador, está na nuvem. Então, qualquer hospedagem compartilhada pode ser considerada um cloud hosting.

Mas a maioria das empresas de hospedagem chama de cloud hosting o que é, na verdade, um VPS com tecnologia de virtualização, elasticidade de recursos e divisão de tarefas de um site entre mais um servidor.

Deveria, então, existir outro termo para substituir “nuvem”, que é um conceito bem genérico para isso.

Servidor dedicado

Por fim, um servidor dedicado é uma máquina inteira para apenas um cliente. Ou seja, os únicos sites que irão compartilhar a hospedagem são os projetos que você instalar.

Parece o mundo ideal, mas há um porém: o preço.

Por ser um servidor completo para apenas um cliente, obviamente todos os custos referentes a este servidor serão pagos por esse cliente.

Nesse sentido, um servidor dedicado é indicado para projetos de grande porte ou redes de sites.

Servidor semidedicado

O termo “semidedicado” não faz o menor sentido.

Isso porque, a grosso modo, um servidor semidedicado é uma hospedagem compartilhada com dois ou três clientes, por exemplo.

Em alguns casos o produto oferecido não passa de um VPS.

Então minha recomendação é: se você encontrar um semidedicado, passe longe dele!

Cuidado com overselling: hospedagem ilimitada não existe!

Conforme comentei mais acima, muitas empresas de hospedagem oferecem planos que parecem ser bons demais para ser verdade em relação ao custo benefício.

No entanto, a explicação para isso ser “possível” é a utilização de servidores baratinhos e a superlotação dos mesmos.

Isso tem nome: overselling, que é a prática de vender um serviço em quantidade maior do que a empresa poderia fornecer.

Felizmente é fácil identificar isso: basta ficar atento ao termo “ilimitado”.

Por quê? Ora, não existe isso de hospedagem ilimitada. Afinal, tudo tem um limite: o servidor tem um espaço máximo em disco, irá suportar um determinado número de inodes etc.

Hospedagens recomendadas

ilustração de um laptop com mensagem de ok em sua tela

Ao longo dos últimos anos trabalhei com diversas hospedagens diferentes. Não consigo me lembrar de todas, mas as que vejo como realmente ideais são apenas três.

Além de já ter hospedado alguns projetos com elas (e, assim, ter experiência como consumidor), também atendo clientes por lá e acompanho seus projetos (e, com isso, ter experiência com desenvolvimento no servidor).

Aliás, importante ressaltar: não tenho nenhuma parceria de comissão com elas. Nem link de afiliado, nada. Ou seja, não ganho nada fazendo as recomendações.

Pelo contrário: eu também ofereço serviços de hospedagem de site, então deveria estar vendendo meu próprio peixe aqui.

Mas prefiro que você – sim, você mesmo – tenha opções o suficiente para fazer sua própria escolha.

Então, vamos às tais três hospedagens recomendadas.

PortoFácil

A princípio a PortoFácil tem, de longe, o atendimento mais especializado com o qual já trabalhei. E melhor: é tudo muito rápido e transparente.

Inclusive, muitas vezes o suporte da empresa faz até mais do que deveria. De uma simples consultoria a tentar contornar problemas de terceiros (como plugins e temas).

Por isso a empresa é uma das maiores referências quando o assunto é estabilidade e segurança. Afinal, isso tem muito a ver com a atuação da equipe na resolução de problemas que não têm a ver com a hospedagem em si.

Por fim, se o assunto é WordPress, não tem empresa melhor no ramo. Vai por mim!

Acesse: www.portofacil.net

Via Hospedagem

É uma parceira da PortoFácil, então já começa bem.

Especializada em hospedagem compartilhada, a Via Hospedagem deixa os concorrentes mais famosinhos no chinelo. Isto é, tanto no serviço quanto no atendimento.

Além disso a empresa oferece um suporte bem rápido e tem bastante conhecimento quando o assunto é WordPress.

Então, se você tem um projeto de pequeno a médio porte e precisa de estabilidade e zero dores de cabeça, essa é a escolha certa.

Acesse: viahospedagem.net

LiquidWeb

Das três empresas dessa lista, a LiquidWeb é a hospedagem que eu conheço a mais tempo já que um dos meus primeiros projetos pessoais foi hospedado por lá.

À época eu tinha um site de entretenimento que recebia picos de acessos em alguns dias da semana. Sexta-feira era certeza de instabilidade, ou até mesmo ver o site totalmente offline.

Então migrei o site para a LiquidWeb após a recomendação de um colega de trabalho e, depois disso, nunca mais vi meu projeto com uma lentidão sequer.

Por outro lado, se você tem dificuldades com a língua inglesa, talvez não seja a escolha ideal. Além disso, os preços podem ser um empecilho, já que são cobrados em dólar.

Acesse: www.liquidweb.com

As piores hospedagens segundo clientes e parceiros

ilustração de laptop com uma cara de desmaio

Essa é a parte chata da coisa. Até porque não posso levar (só) minha opinião em conta.

Isso porque eu tenho experiência como desenvolvedor, então posso hospedar em praticamente qualquer lugar e me antecipar a problemas que já conheço. Mas nem todo mundo tem esse conhecimento – principalmente o cliente final.

A intenção aqui é destacar a opinião de quem utiliza ou utilizou alguns serviços de hospedagem. Por isso, na lista de empresas recomendadas me coloquei como cliente também.

Reconheço que há outros serviços bons na área e nunca deixarei de indicá-los só porque presto o mesmo tipo de serviço. Mas se acontece algo de errado – e de maneira recorrente –, paro de indicar.

Só que ultimamente tenho recebido muitos – mas MUITOS – pedidos de ajuda quase sempre relacionados aos mesmos problemas nas mesmas hospedagens.

Assim sendo, decidi coletar alguns depoimentos e montar uma lista de hospedagens que meus clientes não indicam justamente por conta dos problemas constantes. Até porque seria totalmente antiético e suspeito da minha parte apontar os problemas da “concorrência”.

Então, pra ficar claro: meu intuito aqui não é aproveitar pra vender um serviço a mais, e sim para alertar sobre problemas recorrentes em algumas hospedagens. Não estou vendendo meu peixe.

E, claro, mantive todos os comentários como anônimos para não expor ninguém. No mundo perfeito todo mundo poderia dar sua opinião abertamente… mas nunca se sabe.

Tentei resumir ao máximo para ir direto ao assunto. Vamos lá?

Método de avaliação

Reuni aqui os principais chamados de problemas recorrentes que recebi por e-mail ou WhatsApp.

O que levei em consideração ao avaliar se uma empresa deveria entrar nessa lista ou não:

  • Estabilidade: quando o serviço é estável. Ou seja, o site está sempre no ar e sem problemas de lentidão;
  • Segurança: quando o serviço é seguro. Assim, todos os recursos são atualizados constantemente, há preocupação por parte da empresa com questões de segurança como firewall, portas, brechas em geral etc;
  • Atendimento: rápido e bem feito. Um atendimento bom é experiente e se preocupa a explicar e resolver o problema.

Lembrando que estou citando problemas recorrentes. Ou seja, aqueles que acontecem sempre.

Então, se alguns problemas forem resolvidos de maneira definitiva, removerei as empresas daqui. Nada mais justo.

Lista de hospedagens com problemas constantes

Hostgator

Principais reclamações: Estabilidade, Segurança, Atendimento.

Depoimentos em destaque:

Bom dia! Fábio, então ontem tivemos todo nosso site que já estava a 8 anos no ar perdido, devido uma falha, iremos começar do zero, ele por enquanto está hospedado na hostgator até iniciarmos e finalizarmos um novo projeto, após será migrado para outra hospedagem, nosso site está fora do ar apenas com uma página informamndo o problema.

Cliente que veio me pedir ajuda

Recebi um email da hospedagem dizendo que o backup não foi realizado porque tô excedendo o limite de hospedagem (de novo, sem fazer NADA, subir NADA, postar NADA) e num sei o que.

Cliente que veio me pedir ajuda

Oi Fábio,

Bom dia,

Aconteceu algo com o acesso ao site.

Não tenho mais como entrar e fazer as alterações.

A empresa que eu hospeda sinalizaou que poderia ser algum código na programação.

Cliente que veio me pedir ajuda

Meus comentários: Os problemas são recentes. Essa sempre foi uma hospedagem, digamos, tranquila – mas ultimamente tem rendido muitos chamados por aqui.

Sobre o primeiro comentário, já não fico mais surpreso. Um site de quase uma década sem backup? Pois é, bem comum.

A cliente do segundo comentário, inclusive, teve problemas com perda de arquivos – isto é, todas imagens do site.

Em seguida, quanto ao terceiro depoimento, houve uma brecha de segurança e o site foi invadido. Era preciso fazer uma instalação limpa (ou seja, reinstalar o WordPress e recuperar o banco de dados), o que o cliente não quis fazer. Tamanha a frustração, ele preferiu seguir com o site no Wix. Sério!

A maioria das reclamações têm sido em relação à instabilidade dos serviços, além da falta de experiência do atendimento para lidar com WordPress e questões de backup.

Kinghost

Principais reclamações: Estabilidade, Atendimento.

Depoimentos em destaque:

Olá Fábio, tudo bem? Preciso de um trabalho no WP do meu site. Seria uma otimização do banco de dados, pois estava consumindo muito espaço na CPU do servidor. Tive de contratar um cloud dedicado para atender à demanda, o que saiu muito caro. A otimização fará ele mais leve e poderei hospedar num plano mais em conta. Aguardo retorno para negociarmos.

Cliente que veio me pedir ajuda

Obs: “estava consumindo muito espaço na CPU do servidor” é uma afirmação incorreta. Na verdade o problema detectado tinha a ver com processamento – mantive o depoimento original porque não manipulei os depoimentos que recebi.

Bom dia! Este site foi lançado há um ano, mas ele demora muito pra carregar. Vejo outros sites em wordpress com o mesmo conteúdo na home e o carregamento é imediato.

Cliente que veio me pedir ajuda

Meus comentários: No primeiro caso um plugin estava elevando e muito o processamento do site.

Não houve uma orientação a respeito disso (era literalmente só desativar o plugin), então o cliente foi orientado a assinar um plano (bem) mais caro para dar conta do recado.

Mas no segundo caso não havia explicação para a lentidão. O site era bem básico, sem um tema pesado ou coisa do tipo. No final das contas, era lentidão do próprio servidor.

Essa também era uma hospedagem que eu costumava indicar para meus clientes, mas tem rendido muitos pedidos de ajuda nos últimos meses.

Locaweb

Principais reclamações: Estabilidade, Segurança, Atendimento.

Depoimentos em destaque:

Meu nome é [removido], eu já entrei em contato algumas vezes com o suporte técnico, porém ainda não conseguir resolver o problema do formulário do wordpress. O mesmo não está funcionando corretamente para envio de mensagem.

Cliente que veio me pedir ajuda

Olá Fabio tudo bem?

Estou achando meu site muito lento no acesso tanto pelo celular e pelo computador

Ao acessar o painel para programar o post leva uma eternidade também

Cliente que veio me pedir ajuda

Pois então, ontem a área de suporte insistia que o problema estava em meu site, nada a ver com eles. Hoje acordei às 5h da manhã e comecei a mexer no site, tudo funcionou muito bem. Ali entre 8h30 e 9h a velocidade começou a cair, até que perto das 10h ele nem entrava mais no ar. Capturei cada mensagem de erro que recebi, cada problema que aconteceu e enviei tudo ao longo da manhã, consegui provar que o problema estava lá.

Cliente que veio me pedir ajuda

Meus comentários: Infelizmente as reclamações sobre o atendimento da Locaweb são bem frequentes. De fato poucas vezes li elogios a respeito da empresa, que inclusive nunca fez parte da minha lista de recomendações.

Em relação ao primeiro depoimento, eu mesmo cheguei a fazer tudo o que estava recomendado em uma página do suporte deles – mas ainda assim o problema persistia.

Sobre o segundo depoimento, o site era um portfolio simples e com baixa visitação. Constatamos que a lentidão era no servidor.

Por fim, quanto ao terceiro e último comentário… acho que o depoimento em si já diz tudo.

UOL Host

Principais reclamações: Estabilidade, Segurança, Atendimento.

Depoimentos em destaque:

Estamos enfrentando muitas dificuldades com o UOL Host (site muito lento, às vezes sai fora do ar…), e vamos estudar a troca do servidor.

Cliente que veio me pedir ajuda

Fabio, apareceram uns arquivos estranhos no site, tem clientes reclamando de que quando clickam pra acessar uma pagina acaba abrindo um site que parece ter virus, você pode ver pra gente o que aconteceu!

Cliente que veio me pedir ajuda

Olá amigos, bom dia.

Tenho um plano do uol e gostaria de um orçamento para transferir para vocês. Estou saindo do uol por conta do custo e também do suporte.

P.S. Já conheço o serviço de vocês, uma vez vocês me ajudaram com um problema na hospedagem.

Fico no aguardo de uma resposta o mais breve possível, preciso definir a troca urgente.

Cliente que pediu ajuda para a WOWF

Meus comentários: Sobre o primeiro depoimento, não encontrei problemas no site para que ele ficasse tão instável assim. O cliente precisou migrar de hospedagem, já que a instabilidade era do servidor.

Já em relação ao segundo depoimento, precisei fazer uma limpeza e reinstalação de todo o WordPress duas vezes em menos de um mês. Só que no final das contas essa cliente precisou migrar também por conta de brechas de segurança no servidor.

Por fim, quanto ao terceiro comentário, detectamos vários trojans espalhados por arquivos do WordPress, plugins e temas. Além da troca de hospedagem, foi recomendada uma instalação nova, do zero.

Vale reforçar que em ambos os casos os problemas cessaram após a migração para outra hospedagem. A verdade é que UOL Host e a Locaweb sempre foram muito parecidas…

Hostinger

Principais reclamações: Estabilidade.

Depoimento em destaque:

Tem momentos que o meu site tem uma alta de visitas repentinas nos momentos em que eu posto uma postagem nova, e quando tem muitas visitas o site fica fora do ar.

Cliente que veio me buscar por ajuda

Meus comentários: A princípio só recebi reclamações dessa empresa em relação à instabilidade dos serviços.

E é sempre a mesma coisa citada no depoimento acima.

DreamHost

Principais reclamações: Segurança.

Depoimentos em destaque:

Fábio, pedi os dados de sftp pro suporte como voce solicitou e enviaram esse link: [removido por questões de segurança]

Cliquei e dá pra ver os arquivos do site sem nem precisar logar com login e senha…. isso é seguro ??

Cliente de um projeto

Acabei de entrar na DreamHost com a minha conta e apareceu a conta de uma outra pessoa nada v, nem o nome é parecido com o meu

Parceiro

Meus comentários: Confesso que estou surpreso por dois motivos. Em primeiro lugar, me surpreende que essa hospedagem, que sempre foi no mínimo razoável, está nessa lista.

Em segundo lugar, essas brechas de segurança que se eu classificasse como amadorismo estaria elogiando.

Imagina alguém poder acessar sua conta sem ter seus dados ou sem nem querer acessar?

WEB STORY: Hospedagem da DreamHost vale a pena?

Atenção: Popularidade não é sinônimo de qualidade

mulher verificando avaliações de algo em seu smartphone
Será que a hospedagem do seu interesse é bem avaliada por quem entende do assunto?

Faça um teste: pesquise o nome das hospedagens dessa lista no Google.

Melhor: pesquise por termos como “melhores hospedagens”.

Surpreendentemente não duvido que você encontre todas elas sendo muito bem indicadas.

Há duas explicações simples para isso:

  1. Publicidade paga;
  2. Sistema de afiliados.

Já fiz uma pesquisa em alguns sites que avaliam hospedagens, até mesmo para ver o que era preciso para cadastrar a WOWF por lá.

Só que, em parte desses sites, era preciso pagar pela análise do serviço ou oferecer comissões para vendas feitas através das indicações.

Como resultado algumas empresas acabam sendo mais recomendadas por oferecerem comissões através de sistemas de afiliados. O que não é uma prática errada, mas cria um viés difícil de ser identificado por quem é leigo no assunto.

Por outro lado, se uma empresa já nasce “grande”, com investimento em publicidade até na TV, já consegue mais clientes logo de cara.

E quanto maior a quantidade de clientes, mais dinheiro para investimento em anúncios e propaganda. Assim, quanto maior a exposição, mais clientes são convertidos. E isso vai se repetindo, já que o capitalismo funciona assim.

Novamente: isso não é errado. Porém, quem não tem conhecimento no assunto acaba acreditando que aquela é a melhor opção.

Além disso, é perceptível que alguns serviços tendem a piorar a qualidade de atendimento conforme a quantidade de clientes aumenta. E no geral, não só sobre hospedagens: algumas empresas não dão conta do crescimento, outras não conseguem contratar atendentes à altura.

E nem sempre ter mais clientes é sinal de qualidade.

Como exemplificado acima, é um círculo vicioso. Em qualquer área, a empresa que tem mais grana ou pode oferecer algo em troca sempre vai ser a mais popular.

E como ter certeza de que o problema é na hospedagem?

Se você usa WordPress e não o mantém atualizado, utiliza um template velho, pirateado ou inseguro, instala plugins que não são mais atualizados… bom, aí não há hospedagem que faça milagre.

Sendo assim, é imprescindível manter tudo atualizado, saber o que está baixando e instalando e, principalmente, ter certeza de que seu tema também é seguro e desenvolvido de maneira que não provoque instabilidades.

Afinal, se o problema é com lentidão ou invasões, é fácil achar que o problema está na hospedagem. Mas se você não cuida do próprio site, a causa dos problemas podem ser justamente falta de manutenção.

Na dúvida, você pode solicitar uma consultoria ou auditoria pra ter certeza de que tudo está em ordem.

Como escolher o provedor de hospedagem de site certo?

No final das contas quem decide é você.

Não eu, seu amigo, seu desenvolvedor ou um anúncio bem posicionado no Google. É você quem vai pagar pelo serviço e utilizá-lo.

Então, pesquise e tente entender qual host é o ideal para o que você precisa hospedar.

Depoimentos ajudam, e profissionais experientes na área podem orientar como fiz por aqui. Mas a escolha final de um provedor de hospedagem de site sempre será sua de acordo com seu projeto e bolso.

O que analisar em um provedor de hospedagem?

Apenas o essencial já é o suficiente:

  1. Uptime: a garantia de disponibilidade do serviço deve ser de, no mínimo, 99%. Mas 100% é um número praticamente impossível.
  2. Recursos essenciais para o seu projeto: ou seja, o que é necessário para que seu site funcione.
  3. Espaço em disco: pode fazer muita diferença no preço e no longo prazo.
  4. Backups: devem ser automáticos, diários e em um servidor próprio para isso.
  5. Sistema de segurança: quais são os procedimentos e mecanismos de defesa do serviço.
  6. Suporte técnico: além das formas de atendimento, saber o tempo de atendimento e a experiência de quem vai te atender é fundamental.
  7. Avaliações: se você encontrar avaliações reais, de pessoas reais, vai poder ter uma ideia melhor de como é o serviço prestado pelo provedor de hospedagem de site.

O que evitar em planos de hosts?

Minha dica é evitar:

  1. Preços muito baixos. Isso leva a crer que há prática de overselling;
  2. Planos que dão desconto em pagamento anual. Não se comprometa a um período muito grande;
  3. Ofertas que parecem ser boas demais pra ser verdade;
  4. Promessas de recursos ilimitados. Lembrando que isso não existe;
  5. Planos que oferecem mais do que você precisa, mesmo que o preço seja bom;
  6. Hospedagem obrigatória na contratação da criação do seu site. Você deve ter a escolha de onde hospedar seu próprio site;
  7. Indicações com links de afiliados. Afinal, não dá pra saber se a indicação é honesta ou se visa apenas a comissão.

Espero que esse texto te ajude a saber, ao menos, o que analisar para identificar a melhor hospedagem pra você!

Créditos das imagens: Freepik e sites citados.

Revisão

Agora que você sabe um pouco mais sobre hospedagem de sites, dá uma conferida abaixo pra ter certeza de que não restam dúvidas:

Qual é a diferença entre hospedagem compartilhada, VPS e dedicada?

Hospedagem compartilhada é um servidor onde vários clientes são alocados, o que possibilita um preço mais acessível.
VPS é um servidor virtualizado que é dividido entre um número limitado de clientes, proporcionando melhor desempenho e segurança.
Por fim, hospedagem dedicada é um servidor exclusivo para um cliente.

O que é hospedagem cloud, ou na nuvem?

Hospedagem cloud, ou hospedagem na nuvem, costuma ser apenas um VPS turbinado. Ou seja, um servidor com opções de virtualização, elasticidade, divisão de tarefas entre servidores etc.

Qual é a diferença entre uma hospedagem gerenciada e não gerenciada?

Um provedor de hospedagem gerenciada oferece um sistema pronto, configurado para que o cliente possa hospedar seu projeto sem precisar ter conhecimentos avançados.
Já um provedor de hospedagem não gerenciada fornece um servidor VPS ou dedicado praticamente “cru”. Assim, quem contrata o plano precisa fazer todas as instalações, manutenções, suporte e outros serviços que o suporte de uma hospedagem gerenciada prestaria.

O que é overselling de hospedagem?

Overselling de hospedagem significa, basicamente, hospedar mais clientes do que o servidor suportaria. É uma prática comum entre as hospedagens mais populares, justificando o preço mais acessível oferecido por elas.
Aliás, uma estratégia comum entre empresas que praticam overselling é prometer recursos ilimitados.

Existe hospedagem ilimitada?

Não existe hospedagem ilimitada. Todo servidor de hospedagem é exatamente como um computador: tem um número X de espaço em disco, Y de memória RAM e por aí vai.
Ocorre que algumas empresas não medem o consumo de recursos dos clientes. Porém, se um cliente começa a consumir muitos recursos do servidor, ele é “convidado” a contratar um plano mais caro.

A cópia dos conteúdos e trabalhos deste site não é permitida. Saiba mais clicando aqui!

Quem é Fabio Lobo?

Web designer, desenvolvedor front-end e programador WordPress.

Quem é Fabio Lobo?

Estou há mais de uma década na área. O foco do meu trabalho é em usabilidade, facilidade pro usuário, acessibilidade, SEO e performance.

Também tenho alguns projetos open source, além de prestar consultoria em hospedagem WordPress e criação de conteúdo.

Como posso te ajudar hoje?

Trabalho com consultoria, suporte, manutenção, criação e desenvolvimento.

Fale comigo

Leia também...

...alguns textos que têm a ver com o assunto:

Como migrar o WordPress: passo a passo

Confira as melhores formas de migrar o WordPress de hospedagem ou plataforma, sem perder nada. Veja dicas para migração do Blogger, Hubspot, contas de e-mails e mais.

WordPress vale a pena? Quanto custa?

Na dúvida sobre qual CMS ou framework utilizar? Veja prós, contras, preços e comparações, e então entenda se o WordPress vale a pena para o que você precisa!

Site do zero: da criação ao lançamento

Veja o processo de criação de um site do zero: do rascunho ao layout, do desenvolvimento à hospedagem. E o que fazer depois que o site for para o ar? Tire suas dúvidas!

Comentários

2 comentários até o momento

  • Locaweb e UOL Host nem deveriam estar na lista por serem café com leite rsrs

    Responder
    • Maldade, Ricardo :P

      Responder

Deixe seu comentário

Se você deseja um orçamento, entre em contato clicando aqui.

Quero um orçamento